Como iniciar o tratamento na CCP

A Casa da Criança Paralítica de Campinas é especializada no tratamento de reabilitação para crianças e adolescentes portadoras de patologias específicas, entre elas, estão:

Paralisia cerebral

 É uma desordem do movimento e da postura devido a um defeito ou lesão do cérebro em desenvolvimento. Esta lesão não é progressiva e provoca alterações no controle dos movimentos, resultando em incapacidade da criança em manter posturas e realizar movimentos normais. Uma criança portadora de paralisia cerebral pode apresentar alterações que variam desde uma falta de coordenação dos movimentos, uma maneira diferente para andar ou uma inabilidade para segurar objetos, para falar ou deglutir.

Mielomeningocele

A Mielomeningocele é reconhecida pela Espinha Bífida, um defeito congênito caracterizado por formação incompleta da medula espinhal e das estruturas que protegem a medula.

O defeito ocorre no primeiro mês de gravidez e engloba uma série de malformações. Entre as manifestações clínicas mais frequentes estão, paralisia dos membros inferiores, distúrbios da sensibilidade cutânea, úlceras de pele por pressão, ausência do controle urinário e fecal e deformidades músculo esqueléticas.

Hidrocefalia

Com o fechamento da mielomeningocele a maioria das crianças desenvolve Hidrocefalia, que é o aumento do líquido cefalorraquiano. O tratamento da Hidrocefalia é por meio de procedimento cirúrgico e consiste na colocação de uma válvula de derivação ventrículo-peritoneal.

Problemas Associados: Bexiga neurogênica, intestino neurogênico, alergia ao látex, úlceras de pressão, problemas ortopédicos, deficiência cognitiva e outros.

Distrofia muscular progressiva

As distrofias englobam um grupo de doenças hereditárias genéticas caracterizada por uma degeneração progressiva dos músculos, sendo a mais comum e também a mais severa, a Distrofia Muscular Progressiva de Duchenne (DMD), que atinge principalmente meninos. A DMD se manifesta por volta de 3 a 5 anos de idade, quando a criança começa apresentar quedas frequentes, dificuldades para levantar do chão, para subir e descer escadas e para correr.

Como iniciar o tratamento na Casa da Criança Paralítica

Qual é o público atendido na instituição?

A CCP é especializada em tratamento para crianças de 0 a 12 anos de idade, que podem ter o atendimento estendido até a juventude, dependendo da necessidade individual de cada criança ou adolescente.

Como a criança pode acessar o tratamento na CCP?

A família da criança deve passar por especialistas da área médica no setor de saúde público ou privado e receber o encaminhamento para a CCP. A instituição, por ser conveniada ao sistema de saúde público, não pode admitir a criança no tratamento sem o encaminhamento de um médico.

Como é feita a admissão?

Ao chegar na CCP com o encaminhamento do médico, uma avaliação clínica é agendada para analisar se a patologia da criança é tratada pela instituição.
Se a patologia mais relevante estiver entre as especialidades de tratamento da CCP, a criança é admitida na instituição. Se a patologia mais relevante não for de especialidade da CCP, o setor clínico fará um encaminhamento para outra instituição especializada, garantindo assim, que a criança não fique sem o tratamento necessário.

Como funciona o tratamento?

Após a admissão, é aberto um prontuário junto a programação do tratamento, cuja família deverá seguir rigorosamente as agendas de sessões de fisioterapia, terapia ocupacional, odontologia, nutrição, fonoaudiologia, estimulação pedagógica, consultas médicas, entre outras atividades propostas no tratamento.

Subir